17.jul.2012
web analytics, ferramentas analiticas

As Ferramentas Analytics e Webmaster Tools


Dado o maior peso e relevância na utilização, existe uma forte tendência para se utilizar ou discutir principalmente as ferramentas de Analytics fornecidas pelo Google. Dadas as suas possibilidades muito alargadas de poder dar informação útil a gestores de sites, de SEO ou de campanhas de publicidade online, é frequentemente utilizado para análises variadas sobre o comportamento dos visitantes ao site ou medição de objectivos definidos. Além disso, na sua variante mais comum, esta informação é disponibilizada gratuitamente, o que a torna ainda mais apelativa.

No entanto, outros motores de busca dispõem igualmente deste tipo de suporte informativo e estatistico. A Yahoo dispõs até muito recentemente do seu programa Web Analytics, que tinha resultado da compra, em 2008, da IndexTools, na altura considerado de grande qualidade e que, no inicio de 2012, era utilizado por cerca de 3% do Top500 das empresas norte-americanas. Alterações na sua estratégia e a decisão de se focarem noutro tipo de produtos, levaram a Yahoo a seguirem outro caminho, que passa por, até Outubro de 2012, fechar todos os programas deste tipo. Este processo teve inicio em Novembro de 2011, quando o Yahoo Site Explorer foi descontinuado, fundindo-se no Bing Webmaster Tools.

É exactamente esta fusão entre estes dois motores de busca, que nos traz assim ao Bing Webmaster Tools. No primeiros dias de Junho, foi apresentado o Phoenix, que consiste num grande update desta ferramenta, trazendo novidades como o lançamento do Link Explorer, SEO Analyzer/SEO Reports, para além de actualizações a outras funcionalidades existentes, como o Keyword Research Tool ou o URL Removal Tool.

Outro aspecto que sofreu uma transformação foi o aspecto gráfico, procurando aumentar e melhorar a usabilidade, com as diversas funções organizadas de forma diferente e intuitiva.

Das novidades agora introduzidas, ainda em versão Beta, o destaque vai para as seguintes:

- Link Explorer: permite saber mais informação sobre links associados a um determinado URL, seja a nível interno como externo. Permite ainda efectuar procuras por anchor texts ou keywords especificas.

- SEO Reports: o ponto de interesse desta função é efectuar relatórios periódicos, com base em várias das boas práticas de SEO e efectuando uma comparação com o site em análise, indicando os pontos fortes e fracos.

- SEO Analyzer: de forma semelhante ao ponto anterior, recorrendo a um conjunto de boas práticas de SEO, faz um scan de páginas dentro de um dominio verificado, indicando o resultado da comparação entre o existente e o que é considerado recomendável.

- Fetch as Bingbot: esta função permite ao webmaster pedir um crawl a determinada página, ficando desta forma a perceber como essa página é percebida ou mais ainda, se está a ser alcançada pelos motores de busca.

Outras funções são mais correntes e são conhecidas de outras ferramentas como o Google Analytics, veja-se o caso do Keyword Research Tool ou do URL Removal Tool.

As primeiras reacções a estas novidades têm sido positivas, ainda que se registem alguns bugs, a precisar de atenção. Mas o interessante será verificar a evolução no número de utilizadores e se a quota do Google sofrerá algum impacto: no inicio de Junho de 2012, 51% das empresas no Top500 da revista Fortune usavam Google Analytics (na versão gratuita e paga), uma subida de 6% face a Outubro de 2011, em parte resultado dos desenvolvimentos introduzidos nestes meses. Resta ver se os esforços do Bing na sua ferramenta terão algum efeito e conseguirão reduzir a quota do Google nesta área.


 











Artigos Relacionados



27.jun.2008
 
Webinários SEM Gratuitos que se aproximam
 
 
 
21.fev.2008
 
Interface Google Analytics
 
 
 
21.mai.2012
 
Três relatórios que talvez não saiba que tem no Google Analytics
 
 
 
30.ago.2011
 
Google Analytics altera a forma como conta visitas
 
 
 
4.dez.2008
 
Analisar a performance de uma Newsletter com o Google Analytics
 
 
 
 




Autores
     
     
     
 
Formação Inesting