Academia   Seminários
 
 
 
 
     
 
28.Jul.2015
evolução do google

Evolução do Google – Bom ou mau?


Hoje em dia o Google oferece vários serviços, mas na sua génese este é o maior motor de pesquisa de conteúdos que é usado para encontrar qualquer tipo de site, seja qual for o tema ou produto.

No entanto, se recuarmos no tempo para alguns anos atrás, embora o Google já fosse o motor de pesquisa mais usado pelos utilizadores, muitas das vezes não conseguíamos encontrar rapidamente o que desejávamos, sendo necessário fazer várias pesquisas e entrar em vários sites até encontrarmos o desejado.

Ao longo dos tempos o Google foi aprimorando o algoritmo e o modelo de Page Rank, o que foi permitindo que a pouco e pouco, ao ser efetuada uma pesquisa, surgissem melhor posicionados os websites mais relevantes e melhor estruturados de acordo com as palavras-chave utilizadas na pesquisa.

Estes ajustes ao algoritmo têm sido constantes e ocorrem ainda nos dias de hoje. Inicialmente muitos especialistas abusavam de práticas menos corretas para fazer com que o seu site surgisse bem posicionado no motor de busca, tais como um uso excessivo e até desapropriado de palavras-chave específicas.

Contudo, devido a estes ajustes constantes, hoje em dia é cada vez mais difícil fazer com que estas práticas menos corretas surtam efeito, uma vez que o Google já prevê estas situações e inclusive penaliza os sites com perda de relevância, e consequentemente, com perda de posições no motor de busca.

Assim, cada vez mais, hoje em dia num site, é premiada uma boa estrutura, o bom senso no uso das palavras-chave, a quantidade, qualidade e diversidade dos conteúdos que são colocados à disposição dos utilizadores.

No entanto, existe algo que se sobrepõe à posição dos sites que surgem nas posições naturais, são os anúncios pagos.

Esta é uma das formas de o Google fazer negócio com o seu motor de busca, em que através de anúncios pagos ao clique, os sites podem surgir bem posicionados no motor de busca.

Normalmente são mais visíveis nas 3 primeiras posições do motor de busca, mas podem também surgir na zona lateral direita da página, ou no fundo da mesma.
Estes anúncios pagos podem ter uma prespetiva mais ou menos positiva, consoante o ponto de vista.

Por um lado faz com que nas primeiras posições da pesquisa possam surgir sites, através de anúncios pagos, que não são necessariamente os mais relevantes, tendo em conta a pesquisa do utilizador.

Por outro lado, potencia o negócio de várias empresas e dá-lhes a opção de entrarem no mercado online, fazendo com que a divulgação dos seus produtos ou serviços possam não apenas ser divulgados offline, mas também online onde as pessoas estão cada vez mais ligadas de diversas formas.

Além das pesquisas no motor de busca, o Google faz também negócio através de outras formas, por exemplo através de banners pagos dentro da sua rede de websites, anúncios no YouTube, anúncios através de e-mail, entre outros.

Tem existido um ponto de equilíbrio, pois o Google tem desenvolvido vários serviços, sendo que se em alguns deles potencia para gerar negócio, existem outros que são, pelo menos para já, gratuitos. Exemplos de serviços gratuitos são o Google Maps, Google Drive e Google Docs.

Desta forma, consideramos que apesar de poderem existir pontos mais positivos e outros menos positivos na evolução do Google, em geral esta evolução tem sido sustentada de forma equilibrada e apesar de um dos focos ser o negócio, tem existido o cuidado de melhorar a navegabilidade e experiência dos utilizadores, seja através do simples uso do motor de busca, ou através de qualquer outro serviço disponibilizado.



 










 


Artigos Relacionados


24.Fev.2015
Internet of Things – A grande tendência de 2014 (ou não!)
 

 

21.Mai.2012
Um vislumbre sobre o Google Penguin
 

 

19.Abr.2010
Uma nova fase da marketingtecnologico.com
 

 

31.Jan.2012
Google altera algoritmo para penalizar sites com excesso de anúncios
 

 

22.Jan.2008
Google lança Guia Rápido para o Webmaster Tools
 


 

 
Autores
     
     
    Ver Todos  
 
Formação Inesting