27.set.2010


Facebook Places: uma nova funcionalidade nas redes sociais


A rede social Facebook lançou, em Agosto de 2010, um novo serviço, a que chamou Facebook Places. Basicamente, esta aplicação permite aos utilizadores do Facebook fazerem check-in e indicarem a sua localização no momento, possibilitando que os contactos da sua rede fiquem a saber onde estão, o que fazem ou com quem estão.

Como funciona
Da mesma forma que outras aplicações baseadas na localização, definida por GPS. Ao activar a função – numa primeira fase, apenas possível em iPhone/iPod/iPad e brevemente alargada a Blackberry e outros equipamentos com Android – acedendo à conta no Facebook, poderá tornar visível onde se encontra, comentar sobre esse locais e dar indicações aos amigos sobre sítios a visitar ou facilitar encontros.
As habituais questões de privacidade parecem estar salvaguardadas, pois a identificação da localização só será possível mediante activação do serviço e tal será sempre uma escolha do utilizador. Também o número de pessoas a ver essa informação poderá ser controlado, através de definições que podem será ajustadas à medida do interesse de cada um. Por fim, caso o utilizador esteja integrado num grupo, em que alguém faça check-in na rede, marcando-o como estando presente, caberá sempre ao utilizador individual a autorização de revelar ou não onde se encontra.

Utilização por parte de empresas
Enquanto qualquer utilizador individual pode utilizar o Facebook Places, sem outro intuito que dar a conhecer onde se encontra ou receber informações sobre certos locais, já as empresas poderão aproveitar o serviço, transformando o seu espaço no Places numa extensão da sua própria página Facebook, com Wall e Likes e incrementar as suas acções de marketing, promovendo a divulgação e desenvolvendo relações com os clientes.
As empresas terão uma área de acesso própria, na qual deverão fazer uma autenticação de serem os responsáveis acreditados pelo negócio. Feito isto, terão à disposição formas de promover a actividade. Alguns exemplos possíveis de integração do Facebook Places com os utilizadores passam por:

- Ofertas especiais: descontos e promoções poderão ser dados aos utilizadores que fizerem check-in na mesma área geográfica da empresa e esta poderá encorajar os consumidores a fazerem-no, indicando a existência dessas ofertas na página de Facebook ou Twitter;
- Promoção de negócio: motivar os clientes a partilhar as suas experiências, oferecendo descontos e ofertas àqueles que derem referências positivas do negócio, ao escreverem reviews favoráveis e ao colocarem fotografias online que mostrem a actividade.
- Recompensar a lealdade: sendo fidelizar os clientes um dos trunfos de qualquer negócio, o Facebook Places poderá ser usado para esse fim, por exemplo, dando-lhes descontos e promoções por cada número de vezes que fizerem check-in (pensa-se que haverá um ranking de negócios mais recomendados, semelhante ao existente no Foursquare).

Actualmente apenas disponível em teste e só nalgumas zonas dos Estados Unidos, Reino Unido e Japão, o Facebook Places vem concorrer num sector até aqui ocupado por outros serviços online, como o Foursquare ou o Gowalla. E a competição vai aumentar, se considerarmos que enquanto a Foursquare tem cerca de 2 milhões de utilizadores registados, o Facebook Places terá, logo à partida, perto de 500 milhões de potenciais utilizadores. Fica por ver como resistirão estas aplicações mais pequenas, à medida que os utilizadores tiverem a oportunidade de usar o mesmo serviço, sem terem necessidade de sair da rede social que mais utilizam.


 







 




Autores
     
     
     
 
Formação Inesting