29.mai.2012
Google Democratiza Anúncios de Vídeo

Google Democratiza Anúncios de Vídeo


Foi lançado recentemente o Google AdWords para vídeo. Esta nova funcionalidade vem democratizar o uso do vídeo para todo o tipo de anunciantes, de forma simples, rápida e com custos controlados.

Hoje em dia, com a internet ao alcance das massas são cada vez mais os consumidores que utilizam este meio para visualizar conteúdos vídeo.

Ora, a tendência de ver este tipo de conteúdos em sites como o YouTube não passou ao lado do Google, que apresentou recentemente um recurso que permite a anunciantes difundirem anúncios vídeo sem a necessidade de budgets astronómicos e através de um formato bastante simplificado.

Uma das grandes valências desta ferramenta é o seu modelo de princing, o CPV (custo por visualização), onde o anunciante apenas paga caso o utilizador escolha visualizar o vídeo até ao final. Este tipo de anúncios são denominados TrueView, que, trocando por miúdos, são formatos que permitem a opção de escolha em termos de visualização. Estes, estão disponíveis em quatro formatos de exibição: sequência, lista, pesquisa e display – pode encontrar mais informações sobre os mesmos aqui.  
Caso tenha interesse, também as directrizes dos mesmos podem ser conhecidas neste link.
 
Apesar dos vídeos necessitarem de estar alojados no YouTube, estes serão exibidos quer no YouTube, quer em sites da rede Display Google que suportem estes formatos.
 
Outra das mais-valias deste recurso é a possibilidade de seleccionar o público adequado, através de vários critérios de segmentação, entre eles, género, idade, interesses, posicionamentos e palavras-chave.

À medida que se vão introduzindo os critérios pretendidos, o Google indica estimativas de tráfego relativas à segmentação seleccionada.
O resultado é uma publicidade segmentada, menos intrusiva, que quase pede licença para entrar e contactar o consumidor.
 
Relativamente à configuração é bastante simples, basta fazer login na conta Google Adwords e seleccionar Nova campanha > Vídeo on-line acima da tabela de campanhas e preencher as definições da campanha e respectiva segmentação.

Estas campanhas específicas apenas suportam o formato TrueView, não incluindo anúncios de texto, gráficos ou outros anúncios de vídeo.
 
Em termos de monitorização, é possível, entre outras estatísticas, conhecer quantos utilizadores visualizaram o anúncio completo, visitaram o seu site, permaneceram no seu canal YouTube para visualizar outros vídeos ou subscreveram o mesmo.
 
A ligação de contas AdWords e YouTube não é obrigatória. No entanto, é o mais aconselhável, pois para além de permitir quer uma maior rapidez na altura de criar novas campanhas e anúncios quer seleccionar os vídeos a promover, é possível obter um maior nível de detalhe em termos estatísticos. Para além disso, é possível beneficiar de algumas funcionalidades como a sobreposição de um frase de chamariz no anúncio.

Ainda não temos competências para afirmar que este tipo de campanhas é um tiro certeiro essencial para figurar numa qualquer estratégia de marketing digital.

No entanto, é mais uma forma de promoção para uma marca, produto ou serviço marcar presença no universo digital, estando onde o seu target está, apresentando-se assim como uma oportunidade boa demais para nem sequer se tentar.




Fontes


 











Artigos Relacionados



27.mar.2008
 
Acelerar com Google AdWords
 
 
 
9.mai.2011
 
Um olhar sobre o update Google Panda: como o Google entende a Qualidade de uma Página
 
 
 
23.abr.2008
 
Udi Manber, Vice Presidente da Google em entrevista
 
 
 
7.out.2008
 
Banners tradicionais nas páginas de resultados do Google?
 
 
 
10.mai.2011
 
Google + 1: O Socializar da Pesquisa
 
 
 
 




Autores
     
     
     
 
Formação Inesting