Academia   Seminários
 
 
 
 
     
 
25.nov.2014


Shopping: mais uma funcionalidade Google


Aproveitando a sua enorme notoriedade, a Google acrescentou uma ferramenta, dedicada às compras online. Com uma quota de mercado nos motores de busca, que atinge em muitos países os 90%, a empresa americana integrou o Google Shopping, fazendo aparecer produtos numa página de resultados.

O objetivo é criar a cultura de se utilizar esta ferramenta quando o interesse é comprar um produto, algo muito facilitado pela presença quase constante da Google no dia-a-dia de grande parte da população que utiliza a internet.

O processo inicia-se com o registo no Google Merchant Center, que serve como local disponibilizado para realizar o registo de produtos para o Google Shopping. É utilizado para fazer o upload da loja e produtos que vão ser apresntados no Google Shopping.
Feito este passo, o Google Shopping permite aos compradores encontrar e comprar mais facilmente os produtos. Ao mesmo tempo que atrai os potenciais compradores, permite aos vendedores controlarem a informação, actualizando os produtos e diferenciando as listas de vendas.

Através da ligação das contas no Merchant Center e no AdWords, é ainda possivel chegar ao público, pelo recurso aos Product Listing Ads.

Os anúncios da lista de produtos são um formato de anúncio exclusivo com o qual se pode incluir uma imagem, um título, um preço, uma mensagem promocional e o nome de uma empresa ou loja sem a necessidade de criar anúncios específicos para cada produto apresentado. Estes anúncios aparecem na própria caixa na Pesquisa do Google (separados dos anúncios de texto), em websites de parceiros de pesquisa do Google que exibem produtos à venda e links para esses produtos e no Google Shopping (apenas em alguns países).

Anúncios da lista de produtos usam o feed de produtos do Google Merchant Center (não palavras-chave) para determinar como e onde exibir anúncios. Um feed de produtos é um arquivo enviado para a conta do Merchant Center e que contém detalhes sobre os produtos que são vendidos. Serão então usadas as informações desse feed de produtos para fazer a correspondência entre suas listas de produtos e a pesquisa de um cliente na Pesquisa do Google e no Google Shopping.

Estes anúncios da lista de produtos aparecem numa caixa especifica na Pesquisa do Google (separados dos anúncios de texto), em websites de parceiros de pesquisa do Google, que exibem produtos à venda e links para esses produtos (se as configurações da campanha incluírem parceiros de pesquisa), e no Google Shopping (quando disponível). Podem ser exibidos ao mesmo tempo que os anúncios de texto. Ou seja, uma única página de resultados de pesquisa do Google pode exibir anúncios da lista de produtos e anúncios de texto.

Como vantagens, estes anúncios apresentam melhores resultados em termos de tráfego e geração de leads, a facilidade de gestão (em vez de palavras-chave, os anúncios da lista de produtos usam atributos de produto, definidos pelo anunciante), para além de um alcance mais amplo (se forem relevantes, os anúncio de lista e um anúncio de texto podem ser apresentados ao mesmo tempo, duplicando o alcance).

É de esperar evoluções desta ferramenta proximamente e o seu alargamento a outros países. A facilidade de utilização em dispositivos móveis, quando se sabe que 50% dos utilizadores entre 25-34 anos utilizam os seus equipamentos para fazer compras online, e o aumento da descrição dos produtos disponíveis foram algumas das últimas novidades apresentadas pela Google, a tempo do Black Friday, no final deste mês de Novembro.



 










 


Artigos Relacionados


8.mai.2012
F-Commerce: expectativas e realidade
 

 

30.mai.2008
Abandonos do carrinho de compras aumentam no último ano
 

 

3.jan.2012
Alvo apetitoso para Remarketing: consumidores que deixam a compra a meio
 

 

26.mar.2008
Também no Reino Unido se vai à Net antes de ir à loja
 

 

27.ago.2012
São cada vez mais os que investigam online um produto antes de o ir comprar a uma loja
 


 

 
Autores
     
     
    Ver Todos  
 
Formação Inesting