Academia   Seminários
 
 
 
 
     
 
28.out.2015
instagram ads

Finalmente os Instagram Ads...


Depois de serem muito anunciados, desde Setembro que a rede social Instagram tem disponível anúncios, que serão apresentados aos utilizadores no seu feed de imagens.

Com um lançamento faseado, esta nova forma de publicidade ficou, depois de testes em mercados seleccionados. disponível em pelo menos 30 países, estando previsto que até final de 2015 seja disponibilizado nos restantes mercados, atingindo os mais de 300 milhões de utilizadores actualmente registados.

Um pormenor interessante destaca-se desde logo e que contraria o que tem acontecido noutras redes: a possibilidade de anunciar fica desde já disponível a qualquer anunciante e não apenas a grandes empresas.

Outra caracteristica interessante tem a ver com os formatos disponíveis: o Instagram permitirá a inclusão de pequenos videos mas com uma duração alargada, que pode ir até aos 30 segundos, numa medida que torna possívela importação de anúncios de televisão para este canal. Para além disso, será possível utilizar o novo formato de imagens, em paisagem, e não apenas o formato quadrado, que era tradicional no Instagram.

Outra novidade introduzida pela rede, que pertence ao Facebook, tem o nome de “Marquee”. A empresa define este formato como a possibilidade de o anunciante poder ser dono de um momento no Instagram, o que dará enorme destaque a quem o usar e permitirá aumentar rapidamente a base de seguidores. Este formato, pelas suas caracteristicas, está apenas disponível para grandes empresas e anunciantes e tem como uso preferencial, grandes acções de lançamento de produtos ou serviços, que requerem grande impacto, para ganharem visibilidade – a cadeia de televisão Fox foi a primeira empresa a usar este formato, para apresentação das novas séries nos Estados Unidos, no começo de uma nova temporada.

A terceira inovação trazida pelo Instagram é a introdução de Call-to-Action, que são possíveis de ser usados transversalmente pelos anunciantes e que passam a poder reencaminhar os utilizadores para páginas web fora deste canal social.

Apesar do lançamento muito recente, o Instagram divulgou alguns resultados sobre o sucesso e interesse que os seus anúncios representam para as empresas anunciantes (ainda que referentes a acções nos Estados Unidos):

- A campanha do Gilt Group resultou num aumento de 85% do download de App’s;
- A empresa de mobiliário Made.saw teve um aumento de 10% no valor das encomendas, face à concorrência;
- a empresa de jogos Kabam conseguiu angariar novos jogadores, com um perfil diferente (mais tempo online e que investem mais).

Com a compra pelo Facebook, era inevitável que tal investimento tivesse de ser recuperado, pelo que a abertura de publicidade no Instagram era uma questão de tempo até acontecer. A conjugação das duas redes permite agora chegar a mais de 1,5 biliões de utilizadores, com inúmeras possibilidades de segmentação, geográficas, demográficas e de interesses.

Configurável através das plataformas de gestão de publicidade do Facebook, API's e Power Editor, resta agora ver como fará o Instagram a gestão de publicidade, de forma a não cair na mesma situação que se tem registado no Facebook, com os utilizadores a queixarem-se do excesso de informação comercial, que se torna, em muitos casos, causa de afastamento e desinteresse, dada a agressividade e insistência com que sucede.



 








 

 
Autores
     
     
    Ver Todos  
 
Formação Inesting