29.out.2015
linkedin para empresas

Vantagens do Linkedin para as empresas


A rede profissional Linkedin é tão importante para as pessoas que procuram emprego como para as empresas que recrutam. Mas também é uma plataforma muito útil para as empresas que pretendam dar a conhecer os seus serviços e produtos de uma forma diferenciadora, transformando a sua página no Linkedin em mais uma montra de promoção digital.

No primeiro semestre de 2015, o Linkedin contava com 380 milhões de utilizadores e mais de 7 milhões de empresas registadas. É a maior rede profissional do mundo e de acordo com dados disponibilizados em relatórios do Linkedin que podem ser vistos em http://expandedramblings.com/index.php/by-the-numbers-a-few-important-linkedin-stats/, o Linkedin regista dois novos membros a cada segundo passa.

Ter uma página no Linkedin não só contribuirá para estabelecer contactos e participar em grupos mas também pode transformar-se numa ferramenta poderosa para as empresas se conectarem com o seu público alvo, criar parcerias estratégicas e, claro, aumentar também a sua notoriedade.

Algumas vantagens:

• Promoção de produtos e serviços. Quando um cliente compra um produto ou faz um pedido de um serviço, pode deixar a recomendação da sua empresa. Além da divulgação direta, dá também mais credibilidade ao seu negócio.
• Posição da empresa no digital. Aqui a vantagem é comum em todas as redes sociais. Está a promover serviços ou produtos e partilha conteúdos informativos interessantes.
• Grupos. É importante participar nos grupos e interagir com outros profissionais. Afinal no Linkedin há fortes possibilidades de conseguir novos negócios e recomendações.

Falamos agora sobre uma questão muito procurada pelas empresas: a frequência das publicações. Não é necessário publicar vários posts. Ao contrário do que acontece na rede social de Marck Zuckerberg, as publicações no Linkedin podem ser em média, um post por dia ou a cada dois dias. Isso já garante participação efetiva e engagement. Mas mais importante que isso é definir um tema para as publicações. Estas devem ser institucionais e direcionadas ao público alvo. Pode adaptar o conteúdo do Facebook ou de outra rede social para esta plataforma profissional. Isto porque no Linkedin devemos escrever num tom mais informativo.
No link abaixo pode consultar 15 dicas sobre a criação de uma página no Linkedin
http://www.slideshare.net/linkedinbrasil/15-dicas-para-updates-de-empresas

Antes de terminar, apresentamos três passos importantes a definir numa estratégia de Linkedin, de acordo com Rui Pedro Camarez, especialista português nesta matéria.
Ele refere que a estratégia a seguir no Linkedin deve passar por comunicar para outras empresas. Isto porque o LinkedIn é a rede social/profissional mais adequada para negócios Business to business (B2B).

• Quem é a audiência?
“O importante é saber quem é a audiência para quem estamos a comunicar, que tipo de pessoas estão à procura dos nossos serviços. Desta forma, conseguirá construir uma estratégia de conteúdo que vá ao encontro dos interesses dos seus seguidores.”

• Conteúdo
“Precisamos de construir conteúdo alinhado com as necessidades da nossa audiência. Saber o que a nossa audiência quer ouvir”

• Otimização da página
Apostar em SEO, uma estratégia de otimização da página para os motores de busca. Assim facilita-se o processo de atingir novos e potenciais clientes.

Deixamos-lhe uma dica: em Marketing Digital o mais importante não é a ferramenta ou a rede social que as empresas utilizam mas sim a forma como as usam!
A grande diferença é o que nós utilizadores e empresas fazemos com as redes sociais.


 







 




Autores
     
     
     
 
Formação Inesting