Academia   Seminários
 
 
 
 
     
 
11.abr.2011
video seo

Noções Básicas para Optimizar um Vídeo para os Motores de Busca


Há uns anos o Google reformulou o seu algoritmo por forma a acompanhar a crescente diversidade de formatos e tipologias em que são apresentados os conteúdos web. Essa transformação deu ínicio à Universal Search, com o Google a não estar limitado nas suas SERPs a páginas web, mas a exibir também entre outros, links directos para vídeos sempre que achava apropriado.

A optimização de conteúdos vídeo para que estes possam assim ser encontrados mais facilmente pelo seu público-alvo através de motores de busca, tornou-se então numa tarefa importante para o seu sucesso.

Este artigo abordará os principais factores que podem influenciar o objectivo da maior visibilidade.

O primeiro factor a considerar é o local onde alojar o vídeo. Aloja-lo directamente no site da marca, é a solução mais indicada se o objectivo for gerar visitas. Se por outro lado o pretendidofor maximizar a visibilidade do próprio vídeo, então dever-se-á optar por soluções terceiras. Neste caso coloca-lo no YouTube é a solução mais indicada, por se tratar no mais popular site do género (e perfeitamente Google-friendly).

Se a solução adoptada for a primeira então terá que se ter alguns cuidados. É recomendado coloca-lo numa página dedicada, e criar um Video Sitemap. O Google usa a informação desse mapa para recolher informação necessária à sua indexação. Por exemplo o endereço onde está alojado o thumbnail do vídeo que vai surgir na SERP deverá ser lá indicado.

Como sabem os motores de busca qual o assunto que o vídeo trata?

O ideal seria se o algoritmo reconhecesse o discurso falado, mas como essa funcionalidade ainda não está integrada no sistema, temos que encontrar alternativas. Muito importante é o Título que se dá ao vídeo, que tal como uma Title Tag de página, deverá conter palavas-chave alvo e em simultâneo ser atractiva para motivar o clique e a distribuição. Semelhante é o papel da descrição do vídeo. As palavras que surgem nos comentários também ficam relacionadas com o vídeo. Ou seja, todo o conteúdo que surge em torno do vídeo fica associado a ele para uma possível pesquisa.

Ranking

O ranking como em tudo que envolve motores de busca depende da capacidade do conteúdo em gerar links que apontem para o alvo. Neste aspecto há que ter o cuidado de não criar vídeos muito longos, que se tornem pouco práticos de assistir e por isso partilhar.

Depois é usar as redes sociais, blogs e a imaginação para tentar passar a mensagem. Se o conteúdo for interessante, o número de links a apontar para ele será cada vez maior. Os resultados ver-se-ão na subida dos rankings e numa maior presença nas páginas dos motores de busca.



 


Fontes



Links


 










 


Artigos Relacionados


17.ago.2014
Google envia um sinal à Web: Passem a usar HTTPS
 

 

21.mai.2012
Um vislumbre sobre o Google Penguin
 

 

4.mar.2013
SEO ou PPC: o que é mais eficaz?
 

 

12.fev.2015
3 factos sobre construção de URLs numa estratégia de SEO
 

 

28.nov.2007
Palavras-Chave no URL: influenciarão os Rankings nos Motores de Busca?
 


 

 
Autores
     
     
    Ver Todos  
 
Formação Inesting