Academia   Seminários
 
 
 
 
     
 
29.abr.2014
Facebook e as mudanças

Porque muda tanto o Facebook?


Se há uma coisa da qual não se pode acusar o Facebook é de estar parado. Constantemente estamos a ser avisados de que algo vai mudar. É rara uma semana em que não surgem alterações daquelas que todos detestam a princípio mas depois acabam por aceitar. Ou é o algoritmo que mostra as publicações que se altera ou é algum tipo de publicação que passa a ser penalizada em detrimento de outra. Quase todas as semanas há uma novidade que coloca todos os especialistas em redes sociais a falar sobre o tema como se fosse o fim do mundo.
 

Então, porque será que o Facebook está constantemente a alterar as regras do jogo?

Um dos motivos que leva a tantas mudanças é o facto de que existe concorrência e de que esta se está a aproximar. Como o Facebook não quer perder a liderança, é diária a busca de novidades e optimizações que melhorem a experiência dos utilizadores.

Mas mais do que a concorrência, o que leva mesmo a tantas mudanças é o seguinte: O Facebook muda porque todos os dias há alguém a tentar subverter as regras do jogo. Quem gere páginas Facebook vive obcecado por chegar a cada vez mais fãs e não se importa de quebrar as regras para o conseguir.

Existem vários esquemas empregues pelos gestores de redes sociais e demais elementos do marketing digital para levar as suas publicações a cada vez mais fãs. Desde a publicação de imagens identificadas com utilizadores famosos até a ofertas para quem partilhar publicações da página ou apelos ao gosto em troca de prémios, tudo vale. Então, isto leva a que o Facebook, para manter o jogo justo e que todos tenham a possibilidade de mostrar as suas publicações aos fãs e amigos, faça alterações constantes à rede e ao seu funcionamento.

Portanto, lembrem-se: por cada volta que tentem dar ao Facebook, o Facebook dará uma volta e meia ao sistema e alterará as regras.

Mais do que querer ter elevadas taxas de engajamento ou milhares de gostos nas nossas páginas e publicações, o que devemos ter em mente, em primeiro lugar, é para que servem as redes sociais: ouvir, interagir e dar informação relevante aos fãs. Se estes três pontos forem tidos em conta, o resto virá por acréscimo.

 



 










 


Artigos Relacionados


8.jun.2010
Facebook cresce no Vídeo Online
 

 

29.mar.2011
Ainda se lembra do caso Ensitel?
 

 

28.ago.2012
Qual o futuro do Facebook?
 

 

18.dez.2012
A expansão do Facebook
 

 

30.jul.2012
Estatísticas nas redes sociais
 


 

 
Autores
     
     
    Ver Todos  
 
Formação Inesting